Gravidez depois dos 40 – como planejar?

A Dra. Flávia Fairbanks, ginecologista e obstetra da clínica Femcare, conta o que podemos fazer para planejar uma gravidez após os 40.

Gravidez após os 40 - como planejar?

Dra Flávia Fairbanks

Hoje, nós vamos conversar sobre um assunto de extrema importância. Como se preparar para uma gravidez após os 40 anos? Primeiro, por que vamos tratar desse tema? Porque é muito comum que as mulheres hoje em dia, quando chegam na casa dos 30 ou 35 anos, estejam vivendo o auge de suas carreiras e de sua vida pessoal e não estejam preparadas ou prontas ainda para encarar a gravidez.

Talvez não seja o momento por questão profissional, por questão econômica ou às vezes por falta de parceiro. Mas isto não necessariamente tira da mulher o desejo da maternidade. Então, se é alguma coisa que vai acontecer daqui a 5 ou 10 anos eu já preciso me preparar. E é isso que a gente vai começar a tentar entender. Tem alguma coisa que possa ser feita antecipadamente? A resposta é sim. Vamos nos próximos tópicos explorar isso com vocês:

  1ª dica – Saúde em dia

 Vamos tratar agora de 5 dicas para você se planejar para uma gravidez após os 40 anos. Então, o que você pode fazer de prático para trazer essa realidade para a sua vida, se ainda não for o momento exato? A Primeira coisa, a saúde tem que estar em dia. Como todo mundo sabe, manter o peso, manter uma alimentação saudável, parar de fumar para aquelas que ainda fumam requer tempo. Ninguém consegue emagrecer em dois dias. Ninguém consegue parar de fumar em meia hora. Mas, claramente, tudo isso precisa ser feito para uma gravidez saudável dali para a frente. Então, essa é a primeira dica. Saúde em dia, praticar exercício físico, chegar no seu peso ideal ou o mais próximo dele. Principalmente, para aquelas que lutaram com a balança a vida toda.

Parar de fumar, fazer um planejamento com o seu médico, aderir a algum programa de parada de tabagismo. Tudo isso vai garantir que a sua gravidez depois dos 40 seja muito mais saudável. E que você consiga fazer com que seu organismo ache que você ainda está em uma fase como se estivesse com 30. Trazendo um bebê de uma forma bem mais tranquila.

 2ª dica – Congelamento de óvulos. Faça agora!

Segunda dica para as mulheres que querem se planejar para uma gestação depois do 40 anos: preservar os seus óvulos. Mas como é que se faz isso? Congelar óvulos é para as mulheres que querem tentar uma gravidez mais para frente. O tópico mais importante é o seguinte e gera uma grande dúvida: mas doutora eu fui ao meu médico, ele disse que eu estou ótima, que ainda estou superjovem e que ainda posso engravidar. Sim, isso pode ser verdade, para o primeiro filho.  Lembrem-se que muitas mulheres querem dois ou mais filhos. Então, se você está com 35 mais ou menos, acha que daqui uns 2 ou 3 anos vai parar para engravidar do primeiro, lá pelos 38 anos. O que vai acontecer com o segundo?

Então é o momento, mulheres, de pensar no congelamento de óvulos. Em torno dos 35 anos, os óvulos ainda têm melhor qualidade. Isso precisa ser planejado com o seu ginecologista para que você tenha uma poupança. Algo que você possa vir a usar ou não. Ah e se eu congelar os óvulos e não quiser usá-los? Não tem problema nenhum. Eles podem ser descartados ou até doados para pesquisa. Mas qual o arrependimento daquela que resolver ter a gravidez depois dos 40 e não consegue mais engravidar espontaneamente? Consequentemente, congelamento de óvulos hoje em dia é uma realidade que merece ser discutida em todas as consultas ginecológicas das mulheres com 35 anos ou mais.

 3ª dica – Doenças pré-existentes? Trate já.

Terceira dica para as mulheres que estão planejando engravidar após os 40 anos. Tratar da saúde agora, principalmente da parte ginecológica. Muitas mulheres já têm diagnósticos, como por exemplo: endometriose, adenomiose, miomas, cistos nos ovários que estão sendo acompanhados há muito tempo e que talvez um dia precisem ser tratados. O momento é agora! Pergunte-se e permita-se a seguinte reflexão: o que eu preciso fazer agora para dar tempo de tratar? Eventualmente, operar, cicatrizar, ficar com tudo zerado para encarar uma gravidez. Se a gente for pensar, tudo isso leva bastante tempo.

Então, mesmo que você ainda planeje uma gravidez para daqui há três, quatro, cinco anos… Tratar desses problemas agora e deixar seu organismo perfeito vai fazer com que essa gestação após os 40 se torne muito mais possível e muito mais saudável. Converse com o seu ginecologista ativamente sobre o tratamento de todas essas condições já, nesse momento. Isso vai facilitar o sucesso da sua gestação depois dos 40.

4ª dica – Reserva ovariana e menopausa precoce. Investigue!

Vamos conversar sobre a 4ª dica. Afinal doutora, eu posso esperar mesmo? É possível que eu engravide após os 40 anos se eu ainda não pensei a respeito? A dúvida é: como está a sua reserva ovariana? Para responder a essa pergunta, ninguém melhor do que o seu ginecologista. Peça que ele inclua na sua consulta de rotina anual a pesquisa da sua reserva ovariana, representada fundamentalmente pelos hormônios FSH, pela dosagem do Estradiol e pelo hormônio antimülleriano. Saiba a saúde da sua família, seus antecedentes genéticos. Alguém teve menopausa precoce na família? Como foi a menopausa para a sua mãe? Como está a saúde das suas irmãs? Têm casos de pessoas que, subitamente, pararam de menstruar? Mantendo sua saúde em dia com todas essas informações, vai ser possível sim planejar a gravidez para depois dos 40 anos.

5ª dica – Ovodoação. Pense nisso.

Bom, chegamos na 5ª dica. Afinal, o que mais a gente pode falar a respeito? A gente pode falar do insucesso. Vamos supor que não deu nada certo. O planejamento não funcionou. Você até tentou engravidar após os 40 mas não conseguiu. Isso acabou com a sua possibilidade de ser mãe? Claro que não. A medicina evoluiu muito, a ciência avançou e hoje em dia temos a ovodoação. Que nada mais é do que o uso de óvulos de uma outra pessoa, um pouco mais jovem, mas que vão ser implantados e fertilizados com o sêmen do seu parceiro e colocados no seu útero.

Ou seja, o filho é totalmente seu. É importantíssimo ter informação a respeito, portanto desmistificar alguns tabus e nessa fase do planejamento, pelo menos saber que isso existe. E que o sonho da maternidade é sempre possível mas que ele tem que ser planejado com bastante antecedência. Boa sorte para todo mundo e que todas se tornem: a melhor mãe do mundo. 

Veja o vídeo no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso ajudar?